na vígilia

Fechner fundador da Psicofísica insatisfeito com a ciência acaba seduzido pelo espiritismo da Índia védica, sem renegar seu passado científico tenta encarar a morte e a imortalidade como decorrências automáticas da vida. Resumiu sua tese desta forma: ” O homem na terra não vive uma só vez, vive três:  a primeira etapa da vida é um sono contínuo; a segunda, um alternar de sono e vigília; a terceira, uma eterna vigília. Na primeira etapa vive ele solitário na treva. Na segunda vive em sociedade, mas isolado, junto aos outros, numa luz que a superfície reflete. Na terceira, sua vida se entrelaça com a das outras almas para uma existência no mais alto espírito, e passa a contemplar a essência das coisas imortais.” 

Lembrei do F.T. e das três mortes de Che Guevara …, só lembrei.  “O caminho que tomamos para passar da segunda para a terceira etapa não é mais obscuro do que o que trilhamos para passar da primeira para a segunda. Um leva à contemplação exterior, o outro a visão interior do mundo.” Fechner dá uma boa síntese. Estou na vigília. Que seja! Beth Mattos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s