nenhuma esperança

Quando você entregar estas cartas”[..]

“Se ela deve saber que você a ama no mesmo instante em que descobre que não há nenhuma esperança nesse amor, por que lhe contar afinal de contas?” (p.165)

“Ao contrário de você, não tenho medo da vida nem de minhas paixões”, disse Necip. Temendo ter perturbado Ka, ele acrescentou:” A única coisa que me interessa são estas cartas: não consigo viver sem estar apaixonado por alguém ou por alguma coisa bela. Agora eu tenho que buscar o amor e a felicidade em outro lugar. Mas primeiro tenho que tirar Kadife da minha cabeça.” ((p.166) Omark Pamuk – Onde Deus não existe – em NEVE

Pesadelo e o terrível. O dramático percurso com a leitura, a memória escapa foge e se esmaga  … Então eu preciso tomar notas, sublinhar, ou voltar, usar de estratégias para segurar trama ambiente. Redesenho  modelo a minha maneira. Claro que eu me assusto. Viver parece tão urgente! Esquecer se transforma  num gigante assustador. Existem soluções para me distrair de mim mesma. Brincadeiras. Tenho recursos para as boas lembranças, mas tantas vezes negligencio, desvio e penso num dia dentro do outro …, apenas sobrevivo. Elizabeth M.B. Mattos – julho de 2018 – Torres e muito frio.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s