enigma

…, quando uma memória de amor persegue fico a  viver / ler em todo livro a descrição,  o outro lado,  a volta. Reencontro  do que sequer existiu. Atravesso o real. As memórias arregalam os olhos …, ouço o desejo:  It’s now or never

” Se eu não acreditasse de todo o coração que a felicidade absoluta neste mundo só pode acontecer quando se vive no presente e nos braços de uma mulher, eu teria escolhido esse instante como o momento mais feliz da minha vida. Pois eu tinha concluído, a partir das palavras da mãe de Füsun e dos olhares magoados e enfurecidos da própria Füsun, que ela não conseguira convencer – se a encerrar sua relação comigo enquanto eu vivesse! (p.133) Orhan Pamuk Museu da inocência

Se eu acreditasse que a confidência desencadearia desejo, se eu pudesse imaginar as dimensões …, se eu pudesse ter feito perguntas no aberto daquele momento…, se eu não fosse assustada passiva, mas corajosa, eu poderia dizer que foi o momento mais feliz da minha vida este encontro tardio. De repente,  proibida de dizer de sentir de extravasar, sufoquei, mas não morri. O proibido eterniza. Espera o permitido. Lucidez e crueldade. Defesa. Porque aquele não era, certamente, o momento mais feliz da vida dele. Elizabeth M.B.Mattos – julho de 2018

SABINE e GRIFFIN

https://www.letras.mus.br/elvis-presley/31452/traducao.html

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s