desilusão

Somos vítimas da ideologia quando ignoramos que vemos o mundo por intermédio de nossas ideias. Em consequência, acreditamos que nossas ideias são o real, o que nos torna desconfiados em relação a todo dado ou experiência que contradiga nossas ideias: é o real que está errado quando contradiz a ideia.” (p.70)

” A desilusão necessária traz sempre o desânimo, que provoca o fechamento cínico sobre si mesmo ou traz de novo, à baila ou ao trono, os antigos mitos abandonados: a decepção pode até não passar de uma pausa antes de nova ilusão. Quanto a mim, já conheci uma época de grande decepção e de uma dúvida radical, os anos 1956-1958, marcados pelo relatório K., a ‘Revolução húngara’, o ‘Outubro polonês’, a derrocada da IV República francesa ante a revolução argeliana” (p.80)   Edgar Morin – Para sair do século XX

Ideias retiradas do cotexto, ao fazer isso nem sempre explico o que o autor quer dizer, mas … eu, peço desculpas, aviso. Vale uma leitura completa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s