vulnerável

…, menos frio! Seis travesseiros! Cinco cobertores!  Um acolchoado. Teu corpo junto do meu. Fogo na lareira. Brasas no fogão. Cinza no céu e na água. Inverno esticado. Casacos e mantas pelas cadeiras. Silêncio da chuva que bate forte na vidraça. E a passarinha no ninho, espia. Espera. Elizabeth M.B. Mattos – agosto de 2018 – Torres

“ Antes de adormecer, penso nas flores. Nunca vira nem ouvira falar de um homem que colhesse flores e as colocasse num vaso. Era estranho, mas importante também, podia perceber isso. Teria que providenciar para que houvesse flores na mesa de John Broman. Pelo menos no verão.

Naquela noite, sonhou com gerânios, flores num jarro que vira certa vez na janela do presbitério.

[…]

Mas quando a semana se passou sem qualquer recado de John Broman, ela desistiu, e pela primeira vez na vida desesperou-se. Aquilo era mais duro do que a vergonha, e ela percebeu que que a esperança é que torna as pessoas vulneráveis. Não se deve ter esperança. (p.46) Marianne Fredriksson – Hanna e suas filhas

passarinho da Joanapassarinho no ninho olhandopassarinho no ninho

Fotos da Joana Moog – Torres – agosto de 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s