caótico e dionisíaco

…, não resisti. Quando não resisto escrevo dormindo procuro óculos no congelador. Desenterro o sono da voz. Escrevo  sem pensar.  E vou citando dizendo repetindo, emperrada na lembrança de mim mesma.  E penso nas bicicletas! Em Amsterdam …, quem sabe! Elizabeth M.B. Mattos

O cérebro é a máquina de contar histórias mais moderna que existe e a consciência é a história mais moderna” , diz Richard Powers

e ainda escreve: “Somos todos conduzidos por impulsos agrupados, alguns caóticos e dionisíacos, alguns formais e apolíneos. A necessidade por conhecimento é tão passional quanto qualquer outra obsessão humana. E a  mais selvagem das obsessões tem sua estrutura escondida. Nossas teorias sobre o mundo são profundamente emocionais, para nós. Ideia verbalizada é caráter.“(p.191) Alec Michod conversa com Richard Powers – Entrevistas da Believar _ Organização  Vendela Vida

buganvília cheia do pedro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s