regras/normas

Agarra-se o mínimo, e assim mesmo é muito. Sinto uma enorme saudades de sentimentos que não me permiti sentir, beijos que não se jogaram, nem o encontro leve solto programado de prazer puro e simples, sem ideia ou palavra. Éramos nós, acostumados os dois, a estar tão completamente verdadeiros inteiros livres e prontos sem hora… De repente, o jogo e as regras / normas e proibições. E nos perdemos. Elizabeth M.B. Mattos – fevereiro de 2019 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s