quando envelheceres

Quando velha e grisalha e exausta ao fim do dia

Tu cabeceares junto ao fogo, vem folhear

Lentamente este livro, e lembra o doce olhar

E as sombras densas que nos olhos teus havia;

 

Quantos, com falsidade ou devoção sincera,

Amaram – te a beleza e a graça de menina!

Um só porém, amou tua alma peregrina,

E amou as dores desse rosto que se altera.

 

E junto às brasas, inclinando -se sobre elas,

Murmura, um pouco triste, como o amor distante

Passou por cima das montanhas adiante

E escondeu sua face entre um milhão de estrelas.

Tradução de Paulo Vizioli in W.B. Yeats / POEMAS

 

WHEN YOU ARE OLD

When you are old and grey and full of sleep,

And nodding by the fire, take down this book,

And slowly read, and dream of the soft look

Your loved the sorrows of your changing face;

 

And bending down beside the glowing bars,

Murmur, a little sadly, how Love fled

And paced upon the mountains overhead

And hid his face amid a crowd of stars.

W. B. YATS

Nota: “Quando velha e grisalha”: estes versos tiveram como ponto de partida o segundo soneto dos Sonnets pour  Hélène de RONSARD: ” Quand vous serez bien vieille”

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s