velhos amores ficam velhos

Velhos amores ficam velhos! Engraçado! De repente passou. Eu tive dois maridos, e um amor. Alguns relacionamentos tempestivos e intensos. Estas ficam na estrada: lembranças-passado e hoje/agora. Vivo pendurada na memória de amigo – amor =  perfeito. Respirar. Viver. O engraçado / curioso desta vida é a busca. Esperança certeza de que o definitivo ainda pode/vai acontecer…  Fantasia agarrada no futuro,  na mágica. Eu te disse tantas bobagens defesas! Não vida. Quero que me perdoes. Sinto tua falta. Tenho a impressão de que ninguém,  nada te substitui/substituirá. E aquela sensação engraçada de tempo  perdido. Tão importante tua voz jorrando e dizendo / falando a me alertar. RESILIÊNCIA importa. Ok! Apreendi. Um dia eu me transformei… Quero tanto te dizer! Temos o que nos foi proibido, e não sabes.  Isso me encanta! Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2019 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s