entre Berlim e Portugal

Magda, amiga desaparecida entre Berlim e Portugal. Envolvida na leitura de um livro conversa com Amós Oz lembro de ti com tanta força! Resolvi escrever. Tantos autores me apresentaste! Lembro quando me sugeriste A caixa preta porque Amós escolheu a forma epistolar para narrar: “várias primeiras pessoas revelam-se por si mesmas, em secos telegramas, bilhetes mal escritos ou longas cartas ”. Súbito volto no tempo. Amizade de longos anos misturam amigas loiras e morenas. Estes dias lembrei da Lucila. Eu me perco em lacunas: Ana Maria na Itália, Nádia e Lucila (tão jovem!), mortas. Maria Paula longe, Márcia, Olívia, Mabel, Maria Virgínia no desencontro, tu voltaste / ficaste / seguiste na mágica das nossas mães amigas. Hoje alguém mencionou os Veríssimo. Volto à rua Vitor Hugo, Petrópolis, tropeço nas brincadeiras de menina a empurrar carrinhos cheios de bonecas, e a caminhar pelos muros. Ou debruçadas na mesa de Ping Pong querendo ganhar todas as partidas. No carteado, no Banco Imobiliário! Jogar era nosso forte, fosse individual ou duplas. A comer bananas fritas com muito açúcar, uma lata inteira de patê com pepinos, atormentando a vó Angelina na cozinha. Reuniões dançantes promovidas pelo nosso Clube Dançante Bandeirante com baião, brigadeiros (negrinhos) e cachorro-quente e o bom som administrado pelo Sérgio Bordini, sabia instalar amplificadores. Tudo nos divertiu nesta infância livre e acarinhada juventude. Também a piscina do Petrópolis Tênis Club. As bicicletas. Brincamos, corremos e dançamos, jogamos. Tu te formaste em arquitetura, já tinhas um desenho firme, a mão certa para fazer nossas bonecas de papel. Ah! Elas vestiam brocados e roupas provocantes, e os príncipes e reis estavam na nossa corte. Inventamos a correspondência / missivas da realeza: estas cartas se perderam Lady Magda. Os álbuns de figurinhas também. E fui para o internato, e tanto se extraviou como documento, não esquecemos, juntas a relembrar, ainda damos boas risadas, fazemos os filhos se divertirem. E nos reencontramos. A literatura nos aproxima. Fizeste a Oficina do Assis Brasil, tiveste correspondentes misteriosos e seguimos a nos escrever. Tantos autores me indicaste! Amós Óz foi um deles, justo pela minha paixão por missivas. Eram tantas portas! E logo me fui cariocar. Tu para São Paulo, depois Berlim, ou estou misturando as histórias? Crescemos. Hoje pensei muito, muito mesmo, nestas meninas, na minha afilhada (tua caçula), no reencontro e no silêncio. Escuta o que Amós Oz diz neste livro Do que é feita a maçã  (conversa com Sira Hadad): “Quando escrevi Meu Michel eu tinha 24 ou 25 anos. O livro inteiro é contado do ponto de vista de uma mulher, em primeira pessoa, pois na época eu estava certo de que já sabia tudo sobre mulheres. Hoje eu não ousaria. ” (p.115) Não ousaríamos, não  ousamos mais! E eu fico a lamentar atrás do teclado. Por quê? Livro publicado em 2018. Sua morte, uma lástima. Deixa uma obra significativa. Como Philip Roth, também herdei das tuas indicações. Não consegui te fazer ler Haruki Murakami nem o meu sueco Karl Ove Knausgard, ou reler O Túnel de Ernesto Sábato juntas, e todas as suas conversas. Nem consegui que escalasses A Montanha Mágica. Tenho lista de teus autores portugueses preferidos! Já não temos tempo físico no dia para todos os livros, reler Orgulho e Preconceito ou Jane Eyre, ou O morro dos ventos uivantes (este reli num mágico encantamento) das Brönte. Ou Minha Vida de Isadora Duncan. Vais dizer que estou nostálgica! Estou mesmo, não vais acreditar que este junho torrense te levaria para praia, certamente. Então! Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2019 – Torres

 

 

P.S. Eu não consegui te convencer a ler Meu nome é vermelho, O livro negro ou Neve para citar Orhan Pamuk, nem te aventurar a conhecer o inglês Nick Bantok e sua trilogia. Sou reticente a emprestar livros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s