LIMA BARRETO

Doar entregar compartilhar, alguma coisa assim de intimidade e liberdade. Gostei do que Lima Barreto escreve sobre críticos leitores! Ler e dizer e escrever deve ser luxo e liberdade.

Um crítico não tem absolutamente direito de injuriar o escritor a quem julgar. Não se pode compreender no nosso tempo, em que as coisas do pensamento são mostradas como meritórias, que um cidadão mereça injúrias, só porque publicou um livro. Seja o livro bom ou mau. Os maus livros fazem os bons, e um critico sagaz não deve ignorar tão fecundo princípio. Ao olhar do sábio, o vício e a virtude são a mesma coisa, e ambos necessários à harmonia final da vida; ao olhar do crítico filósofo, os bons e maus livros se completam e são indispensáveis à formação da literatura.”(p.43) Lima Barreto –Diário ÍNTIMO

Tempos invernosos, com cheiro de primavera outonal. Sim. As estações comprimidas, apertadas num único dia! Polêmica aquecida do certo e do errado, entre o bem e o mal. Não posso me afogar! Sentimentos esgaçados… Leveza!  Incerto amanhã! Dia colorido com sacolas pesadas: alface, alface, alface e couve. Brócolis, beterraba, cenoura, abóbora e batatas! Elizabeth M.B. Mattos – agosto de 2019 – Torres

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s