se

se eu tivesse aberto os braços…

menos reticências, mais coragem.

fiquei assustada (desculpa), mesmo livre:

janelas e portas escancaradas e vontade,

vontade de sonhar e de ver.

se eu tivesse entendido… Eu não deixaria tu ires embora sem me explicar.

todas as pistas,

tínhamos / temos o hoje e o agora.

Olha pra mim… E me surpreende.

Elizabeth M.B. Mattos – setembro de 2019 – Torresmesa sombrio e beleza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s