sempre entardecer

Chuva. Inquietação. A música muda o ritmo, posso dançar e… dançar! Confetes sonoros! Vento das folhas! Buganvílias se abraçam: brancas rosadas e avermelhadas! Jasmins espiam faceiros entre folhas miúdas e aquela orquídea preguiçosa toda florida! Ah! Eu me divirto com o faz de conta! Chover tem mistérios. O cinzento, parente do escuro e do entardecer leva o tempo, eu me transporto: país sem sol, gelado em qualquer estação. Gosto. Elizabeth M.B. Mattos – outubro de 2019 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s