impossibilidade

Esbarro e tropeço no impossível do possível. Sim. Com certeza poderia fazer acontecer, mas a certeza do não posso agarrada estremece a vontade. Corro pra me esconder, não importa que seja de mim mesma. Medo do desastre. Pânico. Não posso dominar, entender, ou simplificar. Não tenho esquina, nem acaso, nem desvio, nem certeza…

Será que as bordas da vida são barreiras? Perigo avançar. Que medo sinto das palavras! Se fossem apenas gestos…Elizabeth M.B. Mattos – dezembro de 2019 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s