de Lispector

Mas voltemos a hoje. Porque como se sabe, hoje é hoje.[…] Tenho um arrepio de medo. Ainda bem que o que vou escrever já deve estar de algum modo escrito em mim. Tenho é que me copiar com uma delicadeza de borboleta branca” (p.26-27) Clarice Lispector em Macabéia  e nos meus velhos recortes de tentar, tentar escrever sem ter nada, absolutamente nada para dizer. Gosto de me enfeitar de palavras, já um vício.

Espero tua mão na minha mão. Depois, nem sei. Que este desanimo pesado desapareça no sorriso na vida. Elizabeth M.B. Mattos quase Carnaval num verão que escalda e depois congela, ou quase…WIN_20200209_07_02_30_Pro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s