a invenção da solidão Paul Auster

“[… ] um homem morrer apenas porque é um homem, nos leva para tão perto da fronteira do invisível entre a vida e a morte que não sabemos mais de que lado estamos” […]

(p.11) Paul Auster A invenção da Solidão

22  de dezembro de 1999 e eu fui tracejando meu prazer, fechada e convicta que o mundo só tinha esta resposta, o meu neto, Beth Mattos, todo uma nave especial trazia o evento e festejar seria normal e lírico e doce…a rede de amor eramos nós.Ana e os meninos

Elizabeth Mattos / Ana Maria Vianna Moog e João V.M. Brentano e Lucas V. M. Brentano – 2020 – Torres –

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s