voando

…passa muito depressa, voando mesmo. O estranho desta ventania do voo? O lugar, a ideia e o camuflado, o esconderijo, segue o mesmo, DENTRO. Atrás da pele…De repente a pensar, onde se esconde a liberdade de ser EU? Tu te escondes sempre, nunca entendi bem o porquê deste mistério em tantas identidades, e tão plural, tão singular. Nem quero mais entender. Passou. Não sei, passou ficando. Emaranhada relação. Beth Mattos /setembro de 2020 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s