afeto

…pode ser inexplicável o nó (aquela coisa apertada no meio da corda), o que vira laço e segura. Uma coisa / uma ideia/ depois, uma estranheza e um susto: assim eu te sinto. Pessoas viram correntes. O susto te obriga a seguir, sobreviver, ali / nesse momento / a hora de esquecer… O último amor? Ou seria o primeiro? Como posso classificar? Preciso ler uma, duas vezes, três vezes tuas cartas. É tanto a me dizer/ explicar (um grito para que eu me salve!) / eu corro em tua direção, exatamente na tua direção. Quero completar, não consigo. Existe o específico de cada um, uma resposta traz tantas perguntas! Eu me confundo quando fazes o elogio, talvez eu não me sinta pronta, no caminho, nem suficientemente… Tanto a ser lido, ou pensado, ou dividido! As possibilidades se espremem / ou se apertam e a urgência se derrama… Podíamos tanto / podemos, mas vamos encolhendo. O que acontece no mundo ilustra este jeito de diminuir. Então eu espero/aguardo notícias, imagino, esqueço, depois volto. Voltar parece perfeito. Interferir não. Tenho vontade de voltar ao começo… Falar ou escrever, chegar perto, tocar pode ser assim difícil… Existe um ponto. E eu nunca quero chegar nele. Pintar /desenhar pode ser maior, mais definitivo do que escrever… OU não, quantos pintaram a mesma / na mesma tela cem mil vezes. Rasparam, recomeçaram. Diluíram… Tudo é mesmo inacabado. “Como a tempestade que despedaça o céu.” escreve Bachelard tentando descrever Simon Segal: “Ele sabe que sobre uma paisagem tranquila pode soprar uma tempestade. É preciso então que a paisagem tranquila possua reservas de dureza; é preciso que a paisagem tranquila conserve o traço de uma primitividade selvagem.” (p.32) O Direito de Sonhar Gaston Bachelard / ainda não disse o que quero te dizer, amanhã. Beth Mattos – abril de 2021 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s