fatalidade

Apaixonada aos setenta anos não me parece inteligente, ao contrário, um despropósito, um descaminho inóspito (ver sentido e colocar num caldeirão, a ferver, todas as cores do possível, da lucidez)…, no entanto, ser aprisionada desta forma / jeito deve fazer acontecer alguma coisa mágica…, ou tão absurda que vira brinquedo, senilidade…Estou a tentar descobrir. Nada mais me importa, nem faz sentido, e me parece tão idiota! Claro, num rasgo de loucura escrevo. DE certo, amanhã, neste outono deslumbrante, neste mundo louco cheio de sol, vai acontecer a fatalidade, que eu esteja pronta! Elizabeth M.B. Mattos -maio de 2021 – Torres

https://mail.google.com/mail/u/0/#inbox?projector=1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s