sonho e precipício

Os sonhos são tão variados quanto os livros que lemos, os quadros que vemos. Sonhos curiosos, triviais, zombadores que dançam… visões, lembranças, devaneios. Texturas diferentes, diferentes são os efeitos que causam na mente, no corpo: cicatrizes. Então, num repente eu me mudei para Porto Alegre, o apartamento repleto de expectativas: venezianas abertas, e os detalhes da minha vida naquele momento…A Garagem de Arte, o trabalho feliz, algumas passadas. Perfeito. Quando inesperadamente, raivosamente eles me disseram: “não precisamos mais dos teus serviços”, tão fácil! Tão estarrecedor! Elizabeth M.B. Mattos – julho de 2021 – Torres -, Porto Alegre perdeu o sentido! Afinal foi apenas um sonho , ou um brinquedo novo.

A transparência desta memória se assombra: os demônios da inveja se espalham, não estão comigo – eu era gente/pessoa e alegre, demais? Sem poder – precisava ser esmagada, talvez apedrejada, mas sobrevivi ao pesadelo – tenho o sol e a Lagoa do Violão, e estou protegida, ainda humana. E tenho Torres.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s