é

É devagar que eu te penso, digamos que escorrego… A poça com lama responde, a pitangueira se sacode.

Estou a fazer uma pequena caminhada atrás do vento: sair e pensar e te reencontrar.

Agora, distraída passo geleia na torrada, e bebo café com leite, sem açúcar. Esta coisa de esperar o dia passar pode ser um fardo: eu escuto vozes: vou ao encontro delas…

Decidi eliminar velhos livros amarelos, vou encher muitas caixas, e… vou deixar esta melancólica saudade de lado. Prestar atenção! Eu posso. Elizabeth M.B. Mattos – outubro de 2021 – Torres / sem grandes seleções, apenas me desfazer. A cada um sua própria estrada: novos ares…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s