competir



Competir/desafiar, insistir, ou deixar apenas acontecer. A eternidade de um dia, ou o futuro em trinta e nove anos, a qualidade de um mês. Novo idioma, e a mesma história. O dia de ontem. Floração: gosto apimentado de pitanga! História condensada. Os primeiros anos esquecidos, outros tão misturados na memória! Foto desmaiada, bilhete, carta. A ideia transpira e se metamorfoseia em sentimento: folhas numeradas, notícias, tantas vezes, deslocadas…, ou, enfaticamente, comentadas! Sentimento inesperado! Gosto e buganvílias. O mundo de quarto aberto na imaginação florida de tuas palavras. Cruzas as pernas, inquieto te levantas, depois olhas pelas janelas a lagoa, as árvores e começas a rir! Aproveito e troco o disco… Abro o vinho. E brindamos. Elizabeth M.B. Mattos – novembro com chuva cantante, e sei dos dias contados, sei que voltas. Sei do para sempre deste encontro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s