teus dedos

fiquei com vontade de pegar tua mão e contar os teus dedos, e, depois aprisionar o poder de agarrar a mão, não com força, tu entregas, confiante, mas, sou eu quem faz o brinquedo acontecer. Saudade grande tenho de ti! Fica bom logo, empurra toda a doença, todo o susto, e volta pra mim. Elizabeth M.B. Mattos – fevereiro de 2022 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s