lágrima / excesso de alma

” Uma lágrima pode ser o poético resumo de tantas impressões simultâneas, a quinta-essência combinada de tantos pensamentos contrários. É como uma gota daqueles elixires preciosos do Oriente que contêm o espírito de vinte plantas, confundido em um aroma único. O que não se pode, o que não se sabe, o que se quer dizer, o que a si mesmo se recusa confessar; desejos confusos, penas secretas, lágrimas abafadas, resistências surdas, lamentos inefáveis, emoções combatidas, perturbações ocultas, temores supersticiosos, sofrimentos vagos, pressentimentos inquietos, quimeras contrariadas, mágoas feitas males indiscerníveis que no coração lentamente se acumulam num recanto, como a água que tomba sem ruído no côncavo de uma caverna obscuro; todas essas agitações misteriosas da vida interior num enternecimento concluem, e o enternecimento se concentra num diamante líquido à borda das pálpebras. Se um beijo de ternura é por si um discurso inteiro condensado em um sopro único, uma lágrima de ternura contém o valor de muitos beijos, e por isso mesmo é de mais penetrante energia a sua eloquência. Eis por que o amor quando é imenso, apaixonado, doloroso não possui muitas vezes outra língua senão os beijos, e as lágrimas, e mordidas, por vezes.(p.208-209) Henri-Frédéric-Amiel Diário Íntimo

Eu me sinto outra vez pessoa quando uma lágrima escorre, seja para me dizer que estás bem, seja para me dizeres que sentes dor e lutas. Se as minhas lágrimas lavassem teu rosto seria a mágica. Tu sabes. Elizabeth M.B. Mattos – março de 2022- Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s