André Gide

Abre o livro e verás! Lerás, não a inspiração de Paulo Coelho, mas Gide como ele é, e sempre foi! O melhor! E agora, mais, muito mais…

Conservei até o fim da noite a esperança de uma novidade de luz; agora não vejo ainda, mas espero; sei de que lado a alvorada surgirá.” (p.110) André Gide FRUTOS da TERRA / tradução de Sérgio Milliet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s