changer / trocar / avançar

acho que a gente muda de cidade porque muda de história / parece que levamos as nossas roupas, alguns móveis ou louças, panelas, mas, de fato, não levamos nada, porque na mudança trocamos a alma, somos outra pessoa, as identificações não servem de nada

uma vez, não, mais de uma vez bateram na minha porta e eu não abri. Não abri pro homem das verduras, nem para o carteiro, nenhum viajante, nenhum velho amigo, não abri a porta para as histórias de antes, ou de ontem, ou para as que poderiam ser para amanhã

abrir a porta é perigoso

abrir a janela também pode ser

a ilha seria o melhor lugar, não atender ao telefone, a carta pode ser a solução, a velha e antiga carta, ela pode esperar em cima da mesa, já entrou, sabe esperar…

não abrimos a porta, nem a voz, nem o suspiro, sequer choramos.

trocar / changer / mudar

quando quero ir para outro apartamento, outra cidade, quero ser outra…

poderia ser fácil, mas, nem sempre está tudo naquela valise que posso levar…Elizabeth M.B. Mattos – maio de 2022 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s