atravessar

Perco o fio, e, enrolada nele, a vontade de escrever / ou será a vida afogada nesta chuva invernosa, neste cinzento completo. Falta o cheiro da estação. Tanto frio eu sinto, ou este frio eu penso!? Não sei. Escuto vozes, eco, arrastam-se os risos protegidos do vento! Vou preparar a coragem, ando lenta lenta! Lenta! E a leitura desviada, presa na segunda guerra, logo a narrativa de outras guerras! Nós gostamos da batalha! Não é estranho?! Estar perto seria mais fácil sem o ciúme apertado do amor, apenas sentir! Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2022 – Torres, parece mais frio que o outro inverno, mas é apenas o frio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s