a impressora carimba, o jornalista fala

Lembram dos códices? Pois é, essa máquina pega a folhona de papel. dobra no lugar certinho, fazendo o que a gente chama de caderno, depois pega todos os cadernos, cola e costura bem bonitinho e corta. Até só colocar a capa e o livro está pronto pra todo o mundo ler, ou pra todo mundo escutar!

Tenho a sensação esquisita, uma vontade enorme de acordar o FT e a velha guarda / aqueles…e perguntar se é mesmo assim que se faz. Os jornalistas não dão a notícia, fotografam alguma coisa e se divertem na interpretação, constantes eu penso,/ eu acho, / eu imagino, ou deve ser assim, talvez , quem sabe, vamos aguardar. Bem, mós vamos todos aguardar, o temporal, a seca, os raios, os trovões, aquela voz do fundo do porão, deve dizer mesmo alguma coisa, por enquanto não escutei nada…ah! vamos aguardar! Elizabeth M.B. Mattos – setembro de 2022 – Torres / bem cinzento por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s