Arandela

A chuva começou na madrugada. Acordei pra escutar o frescor da noite. Não gosto de quebrar sentimentos, depois não sei consertar. A chuva foi forte, grossa, agitada, mas logo terminou. O abraço se desmancha sozinho. Medo de estar presa, estou sem força de levantar o alçapão. Tudo pode ser diferente, se eu ceder….Um dia a mãe fez um poema com a palavra arandela! As velas estavam acesas … Saudade das certezas!

5 comentários sobre “Arandela

  1. Estupendo!!!
    “Faço perguntas às minhas próprias dúvidas e lembro-me de um filme antigo quando percebo que não respondem: silêncio a preto e branco.”
    ……………….
    (José Luís Peixoto, Gaveta de Papéis, p. 22)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s