Modulação

Meios sorrisos perguntam, ou afirmam sem respostas. Frases diretas, linha única, sem modulação na voz, sintaxe correta. O pensamento desnudo de um fazer que chega ao fim. Existo, molho o corpo de prazer neste verão. O silêncio da palavra escrita descreve, desnuda fantasia de memória inventada, descoberta. A doença custa a sarar, não importa o remédio. A beleza brilha e se esconde como sol, mas tem a lua. Mudanças e as palavras, palavras, palavras em tanto papel! Reciclado, tombado recentemente? Desmatado?Roubado.Juntar as letras do vício: roer as unhas, roer todas. E, depois, esperar crescer para roer outra vez. A vida como engrenagem… Este ir e voltar…Ornella Vanoni, Chico Buarque, Françoise Hardy, Jacques Brel ou Violeta Parra?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s