Cheiro azedo

1.
Choveu ontem de noite, bastante. Refrescou. Dormi cedo, sonhei sonhos enormes. De uma vez minha casa remexida, usada. Muitas janelas, esqueci todas as luzes acesas. Podia ver do jardim, atravessando o alpendre que as coisas estavam remexidas, sujas, a porta da geladeira aberta, restos de comida em cima da mesa, cadeiras fora do lugar, e luzes, muitas luzes acesas. Já estava dentro da casa, estupefata, ardida de medo. Angústia e desalento os sentimentos. Outro sonho, era no edifício do apartamento da irmã. Estávamos presas entre dois elevadores…Duas portas, deveria ser de elevadores, mas estavam cimentadas, via-se apenas o recorte, e não podíamos sair daquele lugar. Talvez tenha dormido demais. Não era amistosa aquela manhã.
2.
A leitura pode prolongar amistosamente o tempo, e os dias se esticam como se tivessem pernas grandes, ágeis. A cadeira abraça. Festa animada. Gosto destas anotações, pontes de memória, outras visões, arestas e atalhos. As particulares histórias esquecidas que se avizinham desordenadas! Ah! Se houvesse jeito de escrever, ler, pensar, divagar, aprender, tudo ao mesmo tempo! O livro faz estes recortes internos dentro das pessoas.
O que se escreve tem peso de pedra. Dá um arreio pensar que não está mais lá no papel como desejamos…Esta conversa de dentro, esmiuçada, aquece. Queremos que seja absolutamente verdadeira, mas não é. Palavras! E nada sabemos sobre o manejo. Fica – se tempo demais na superfície vazia de conversas casuais. Não dizemos nada. Emitir sons, grunhidos. Agora escuto o cortador de grama. Se inicia o segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff, e o cheiro azedo, catastrófico se espalha.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s