Nossa conversa …

Voltou o sol. As calçadas estão possíveis, e as pessoas abrem janelas e se animam. Vou mentalizando o que pretendo te dizer e vou construindo enormes parágrafos como se pudesse lembrar vinte minutos depois …. Esqueço. E na rotina já estou envolvida a limpar isso e aquilo. Quero acordar a vontade de reciclar, renovar, mas me vejo apegada, rastejando os olhos pelo apartamento sem me desfazer de nada…amontoo. E o que deveria ser não apenas iluminado, aberto, espaçoso e agradável fica superlotado de lembranças. Há qualquer coisa no ar, na memória nos pequenos e grandes desencontros … Um ranço que não sei definir. No entanto, meu amigo, sei que temos aquela afinidade da palavra, da ideia, do fluxo sei lá bem o que é. Nossa conversa se mistura como se fosse uma hera invasora que sobe muros, árvores e se esparrama perdida, sem começo, e acaba apenas suspensa cheia de vontades e perguntas ansiosas.

.hera-arvoreherahera

Onde estás? Quero retomar a fala, e os resmungos também. Sigo amorando, mas muito menos do que gostaria. Os dias são pequenos dentro da rotina de levantar fazer o café varrer aspirar polir aqui e ali e sair. Abrir um livro, fazer uma citação, olhar fotos, abrir e fechar caixas. Ir de uma janela para outra. Sonhar. Pensar: onde estás? Por que deixamos de ser apenas nós para nos impor uma representação teatral, não fosse saber que estamos sempre nesta exposição enlouquecida que é viver. Eu te penso. O dia amanheceu mais claro depois de chover cinzento, enfiado a trovejar por três dias e três noites…. Viajo pelas estantes limpando livros, separando os que não lerei, os que vou doar, os que vou esquecer, mas também separo aqueles que, possivelmente, vou reler se tempo houver…  Circular e misteriosa relação.

mes-com-objetos

4 comentários sobre “Nossa conversa …

  1. Pois é…Faço o apelo porque sinto saudade das conversas, de estar junto, mas o tempo, o tempo e as amarras pessoais de cada um … complicado. Nos prendemos no definitivo. Enfim!

    • Tímido sol , tomara que fique um tempo, tempo para secar a terra e meus gerânios. Grande parte das flores perdidas, folhas apodrecidas serão sacrificadas. Mas, teremos conversas por toda manhã!

  2. E aqui junto com este sol tímido, mas assim mesmo “conversando”tem um vento, um ventão como gosto de escrever. Ontem mal deu para sair…Os gerânios perderam as flores, mas no meu super canteiro me parecem bem apanhados. Salvo uma muda que a Ônix amassou… eles seguem… mas a ventania castigou o jasmim. Tenho pretensões de jardim. Tenho tantas pretensões que vou me encolhendo…Lugar bem escondido esse pra conversar…Bom Dia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s