Explicações

o teto da igreja lindo

Meu amigo distante e próximo. Difícil encontro posto que estamos alojados em planetas diferentes antagônicos e confusos, o teu e o meu. Aos poucos me dou conta que as cercas, os acertos, as línguas faladas, também as escritas, as montanhas, as escolhas fazem a diferença. A idade a beleza o esquecimento e a loucura de cada um alteram/modificam tudo que possa ser o que chamaríamos nós dois. Fujo dos telefones, das vozes, do que se faz moroso ou cerimonioso, formal, social, então, o que precisa ser dito vai se esvaziando no não mencionado e a experiência alegre e surpreendente de cinquenta anos atrás se transforma numa nuvem cor de rosa como é cor de rosa a memória dos vinte anos. Há que se guardar o fio, enrolar a linha, fazer o tecido, o tecido possível, com as ideias, imagens, lembranças possíveis que se apoiam ou se costuram, ou fazem sentido …. Procuro por elas. Não encontro. Teus interesses, meus interesses. Tua vida e minha vida aonde se escondem? Insensível ao teu trabalho, tua rua, teu estado, teu país teu inglês, teu português, teu francês, teu espanhol. Outra vida, outro encontro, outra voz. Quem sabe? De mim tens amorasazuis que se não são verdadeiramente azuis pouco importa. São mesmo amoras e as minhas e pessoais amoras. Sou eu, e se não tens tempo para as frutinhas fora da estação… não tens tempo para mim. E, porque terias tempo para ouvir lamúrias, devaneios ou … não sei mais o que nos diríamos por telefone a olhar por uma tela impessoal um para outro? A olhar um para outro, me respondes. O que se diria com este aproximar ausente, distraído, descosturado? O que sinto, ou o que penso …importa? Está escrito, jogado, experienciado. Egocêntrica, egoísta, ou ausente, não sei exatamente as palavras. Se não bebemos vinho porque nos ocupamos dos rótulos, da embalagem, ou pegamos os cálices? Um copo d’água, um bom dia, um caminho, uma conversa …  Deve ser isso. Insensível.  De repente fico azedo distraída, confusa. Nada sei das estrelas do céu pouco dos teus casamentos menos ainda da tua filha pouco dos teus sonhos dos filmes das atrizes ou atores desta América tão americana das escolhas … dos teus amores. Eu me afasto. Claro que te penso. Claro que te gosto. Claro que sou amiga, mas das cartas, dos vagares escritos. Das flores. Do cheiro da terra. Dos cães. Dos livros. Das lembranças. Alguma coisa se perdeu no meio do caminho meu amigo. Eu ainda não encontrei. Um beijo carinhoso, um olhar distante, ausente e esquisito segue pelo computador. Beth Mattos de Torres

20160206_154654

3 comentários sobre “Explicações

  1. Oi Beth

    “Tudo valhe a pena quando a ALMA não é pequena.”
    Amizades nao devem ser assim tratadas. Tão surpreendente vindo de ti e para quem…

    • Fiquei surpresa com o comentário, tudo significa exatamente o que? Amizades serão sempre amizades. Violações serão sempre violações. Não existem regras.Existem pessoas, e pessoas reais, tens sugestões? Para quem? Quem se encaixa?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s