PROPRIEDADE SANTOS COSME E DAMIÃO FRANCISCO BRENNAND e eu

PROPRIEDADE COSME E DAMIÃO

PREDIO LINDO

TODAS AS FOTOS foram tiradas por LUIZA MATTOS DOMINGUES, Recife, maio de 2017.

Propriedade Santos Cosme e Damião

9 de m  março

Deixo aos vários futuros (não a todos) meu jardim de veredas que se bifurcam

 Manhã preparando recortes de papel (notícias sobre mim mesmo) num caderno; aplicada tarefa de alguém que pretende colocar sua vida em ordem, numa corrida pacífica para o nada. Enfim, uma espécie de testamento jornalístico e sem valor algum. De contrapartida, a repentina ousadia de queimar – sem nenhuma hesitação – grande parte de meus cadernos de 1964 a 1974. Quando eu dei entrada definitiva nos portões desta velha Fábrica (2 de novembro de 1971), eu sabia que um novo destino faria o seu trabalho e que a Providência (como quiserem entender) me seria favorável. E não foi por outra razão que tive o trabalho de copiar neste caderno um trecho de Wagner, como se eu próprio o estivesse escrevendo. É estranho, mas é verdadeiro: “Estava convencido de que seus erros e as falhas de seu caráter eram secundários. Manifesta-se em mim uma vontade mais forte do que o valor de minha personalidade. É a tal consciência deste fato que já não me pergunto se quero ou não quero. Quem a isso se encarrega é o maravilho gênio que hei de servir, porquanto me resta de vida e que me ordena cumprir aquilo que só eu sou capaz de fazer.

Depois da destruição pelo fogo – não numa fogueira comum, mas utilizando um forno cerâmico contínuo, em forma de túnel, usado para queima de material refratário de alta temperatura (1.400 Graus C) – pude verificar, ainda na entrada do forno (cerca de 300 Graus C), os cadernos se retorcerem agonicamente, como almas penadas nas chamas do inferno, à espera da fatal condenação. Não foi uma brincadeira, e sim um ritual. Só desta forma eu poderia seguir o exemplo de Pasternak: “Deixa em branco algumas páginas da tua vida. ” (p.263) Diário de Francisco Brennand

 O Nome do Livro Vol. I (1949 – 1979)  Recife/ Rio de Janeiro:  Inquietude, 2016.

 

EXPLICANDOOUVINDO E SORRINDOFALANDO LINDA braços abertosMARAVILHOSA ESTASORRINDO SORRINDO ESTATOCANDO NELEBRENNAND FALANDOSORRINDO SORRINDO ESTA

EXPLICANDO O ESPAÇO muito boa

DEDO EM pé ACRESCENTAR

SAINDO com ÓCULOS PRETOS

SOU EU SÉRIA E BONITA SERENA

Experiência visual e humana que aqueceram minha alma. Afinal viver importa e estar vivo é continuar fazendo e sendo e amando. Recife foi importante porque eu me senti especialmente viva e natural, e eu comigo mesma mesma completa. Agradeço minha filha Luiza ter tido a paciência e a amorosidade de ESTAR completamente comigo neste momento.  Recife, 11 de junho de 2017, aniversario de 90 anos de Francisco Brennand

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s