resposta em alto mar

… esvazio o pensamento no mergulho. Nadar, –  água e corpo conversam. Músculos se movimentam, … eu acho/imagino. Poucas certezas,  …  saber passou a ser raso! … dinheiro enrolado em poder, insano desejo de ser/ter mais e mais (desacreditado desgoverno de governar) … e as palavras se diluem, …. setenta e um, já pensando em oitenta e um. Se inverto seria dezoito, ou terei 91 anos? Aos dezenove a vida já era casamento filho e fazeres domésticos: flores nos vasos beleza na voz música folhar revistas e jogar cartas … Beijar o marido.

Eu me escondo na idade, afirmas. Bom que consigo me esconder! (sorrindo) Sou tão evidente e transparente! Depois da entrega, deste desnudar constante, deste amolecimento interior, desta indolência de amar,  …  nenhuma certeza. Lembro da moto possante, – Montevidéu até  Punta del Este, jantar no Floreal. Não cursei medicina, nem direito, nem conheci Che Guevara. Se Iberê Camargo fosse vivo explicaria. Se Paulo Hecker Filho vivesse teria respostas. Se pudesse conversar com Flávio Tavares descobriria de sobreviver. Se eu estivesse e estou apaixonada deixarei de sofrer. Se Tia Joana olhasse para mim fecharia os olhos. Se apreendesse inglês não interromperia a leitura. Amanhã iremos até a Urca, e … o Rio de Janeiro pode ser sempre mais lindo ainda. Estou febril no prazer apertado de teu beijo sufoco;  cheiro voz … eu te belisco. És o meu amado. Amoleço o corpo em teus braços  … Sem falar.  Elizabeth M.B.Mattos / Torres, outubro de  2017

LIVROS e ESTANHOS LINDA FOTO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s