seu retorno

Seu retorno deixou-me um tanto perturbada:   desfiz -me em vários pedaços e ainda não consegui recobrar todos eles. Confesso que estou desconcertada. Vivi tanto tempo com você em minha imaginação  –   é um lugar solitário  –  que agora creio ser preciso reinventá -lo para  trazê – lo de volta à vida. Talvez eu tenha passado todos esses anos deformando você, pintando seu retrato para mim mesma. Talvez agora você seja apenas uma invenção  minha, e não um dignatário de carne e osso, que circula entre pessoas, luzes e políticas. Ainda não reuni coragem suficiente para confrontar a verdade com a realidade; tenho medo. Tenha paciência com esta mulher boba e teimosa, que parece nunca saber o que deseja. É claro, deveríamos ter nos encontrado há muito tempo,  –  mas eu fugi como um animal assustado. Quando soube que você vinha, fiquei tão irritada que chorei de puro ódio. Ou teria sido pânico? Creio que realmente consegui esquecer – me de … meu próprio rosto, no decorrer de tantos anos. Agora ele voltou  de repente para me assombrar, como o homem de máscara de ferro. Bah! Logo minha coragem voltará, acredite. Mais cedo ou mais tarde precisaremos nos ver e sofrer o golpe desse encontro. Quando? Ainda não sei. Não sei.” (p.124) Lawewnce Durrell – Mountolive – Quarteto de Alexandriasofá ótima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s