Dos 17 anos aos 18 anos: memória e lacunas

Protegida pela vida. Sim, sempre a ousar, mas com retaguarda e cuidados. Cabeça nas nuvens ideias próprias e fantasia. Situação particular. Aos 17 anos circulo pelas galerias de arte com interesse e cuidado. REVISTA DO GLOBO abre espaço e publico trabalhos sobre homens-pintores recebo cachê no valor de um livro. Neste ano eu me sinto poderosa e completa. Posso dançar, estar na noite, conversar até amanhecer. Não penso em namorar, mas em trabalho. E o mundo parece ordenado ao meu gosto e prazer. Célia Ribeiro me convida para participar do Jornal Feminino na televisão com uma coluna de sugestões para leituras. Ainda era branca e preta, programas ao vivo. Decorar o texto minutos antes de entrar …,  Marlene, Paulo e Célia, e a Cristina atentos uns aos outros. Uma pauta a seguir, mas também buscávamos / apresentávamos nossas próprias notícias. O programa acontece de segunda a sexta feira. Aos 17 anos eu me sinto gente grande. Estávamos competindo com a TV Piratini, o canal forte da época. O horário é das 18 horas até às 19 horas. A Revista Globo faz uma matéria com fotos ao vivo. Sucesso. Lembro do orgulho ao ser convidada a participar do Jornal das 22 horas com o Lauro. Ganho também cachê. O meu dinheiro. O valor deste começo início é maior do que eu possa explicar. Não esqueço que o pai me levava até o morro da televisão e ficava me esperando. Como se eu fosse a um baile de gala. Ou uma festa no palacete dos Cirne Lima na Avenida Independência. Tia Manoela, se a memória não me falha. Os casarões ainda estavam lá … como Porto Alegre mudou! Eu caminho de mãos dadas com o encantamento. Meu verdadeiro baile de debutantes foi trabalhar na televisão com segurança. E deu certo.

Parei para fotografar, de jeito pouco nítido, notícias de jornal para ilustrar a matéria. Tempo de coluna social de vestir Rui e trabalhar, e fazer acontecer, das ilusões. De leituras até a madrugada. De textos longos e inacabados. Da Aliança Francesa, das Cônegas Colégio Bom Conselho. Dos noivados desfeitos. Desafios. E bailes. Eram os 17 anos que se preparavam para os 18. E Torres. Os verões na Sociedade Amigos da Praia de Torres (SAPT) coroavam o ano. As fantasias tinham gosto de sal. Elizabeth M.B. Mattos – maio de 2018 – memória em Torres, agora meu lugar.

cabelo curto diante de um quadromeu rimeiro poema publicado

Eu procurava o amor  e esperava, como faço ainda hoje. ” Eu te espero” … incrível! Aos 72 anos este amor, o definitivo, não chega. A vida uma passagem de desencontros, onde estão os acertos? Esta matéria é bonita.  Jornalismo de Manoel Aranha.

Manoel Aranha

luis carlos lisboa.jpgfoto que me acho linda.jpgAdoro esta matéria.jpgum livro aos 18 anos.jpgos trajes de gala.jpg

O livro prometido que não aconteceu. Estranho voltar no tempo porque é ele mesmo que testemunha a vontade de escrever, de estar engajada, de trabalhar, o gosto pelas letras e pelo mundo … o que aconteceu que fiquei ancorada em mim mesma, atrelada aos casamentos e ao gosto da maternidade. Os filhos coroaram os sonhos. Afinal, como respondi na entrevista: “o casamento é um acidente pode acontecer ou não.” Que audácia! Bem, eu não tinha namorado.

Elizabeth M.B. Mattos – maio de 2018 TORRES que me acolheu. Quem diria? É verdade que o Rio de Janeiro tem uma fatia enorme da minha vida …, e me deu amigos inesquecíveis como Iberê Camargo Roberto Acízelo Sonia Bastos Paulo Sérgio Carlinhos Lyra Eduardo Costa e  não posso citar assim de cabeça. A Viúva Lacerda, o Humaitá a faculdade de Letras, o magistério no Colégio da Providência, descobertas poderosas de se saber possível. E depois Santa Cruz do Sul, Rio Pardo, e a ULBRA sem esquecer Montevidéu, mas não aprendi a falar castelhano. Teimosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s