adoro ser redonda

Brennand e LuizaQuando eu me apaixono, quando tu te apaixonas ou eles se apaixonam não adianta, sigo, segues, e te persigo … Estou embalada numa Beth de antes, ou de sempre, outra vez eu mesma, livre, apaixonada, perdidamente, apaixonada Elizabeth. Tenho a minha Luiza em Recife, e Pernambuco faz parte da minha rota. Aliás, das minhas impossíveis e sofridas rotas porque detesto viajar, sair do lugar, ir ou vir.  Mas hoje quis estar na Rússia, num lampejo, e agora só queria/gostaria de voltar a ver Francisco Brennand e olhar/ver/ rever a OFICINA, ou falar ao telefone, ou não sei lá o que poderia fazer. Sentir calor e ficar a esperar sentada nas escadas …

13 de junho

Esse mergulho repentino no passado não deixa de ser inquietante e, depois, todas as notas de uma determinada época acabam por me deixar em pânico, na suposição de que a ênfase dada a alguns acontecimentos de imediato exclua uma centena de outros igualmente registráveis e importantes.”Francisco Brennand

Inquietante pânico ênfase suposição, recolho estas palavras e mergulho em mim mesma para entender em Brennand a importância do registro. Vagar intenso e desejo de acertar, errando.  Maravilha o que ele escreve. Estas conversas monólogos me divertem. Por alguns momentos estou/sou,verdadeiramente, habitada /povoada.

“[…] registráveis e importantes. Mas registráveis e importantes para quem? A pergunta é mais do que oportuna, em face de uma simples conclusão, aliás, bastante apriorística: o que está em jogo não é absolutamente o interesse dos outros, e sim o meu. Tão somente as minhas escolhas e os meus desassossegados empenhos estão em pauta e suponho que não é por outro motivo que conservo estes cadernos.” (p.195-196) Diário Volume I  Francisco Brennand

Um livro se faz para o outro, para quem vai ler e abrir e folhear, mas para quem escreve importa tanto e muito e mais …  Escrever é satisfação prazer com gozo gosto tão particular e tão plural! Como ler. Já é junto e tanto!  As histórias  embutidas em vivências únicas e as mesma. Ninguém é diferente de ninguém, e sendo iguais qualquer conversa ou som ou voz  engorda. Conversar e ler engordam! Adoro ser redonda! Elizabeth M.B.Mattos – novembro de 2018 – domingo de sol para ninguém colocar defeito e todos prazeirarem.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s