loucura, igual

Setenta ou setenta e dois, logo setenta e três, loucura igual. Enquanto sentir  imaginar posso transgredir, arriscar, porque respiro. Elizabeth M.B. Mattos – dezembro 2018 Torres

Liévin continuava sempre no mesmo estado de loucura, em que lhe parecia que ele e a sua felicidade constituíam o objetivo principal e único de tudo o que existia e que agora, ele não precisa pensar nem se preocupar com coisa alguma, pois os outros estavam fazendo e continuariam a  fazer tudo para ele.” (p.433) Liev Tolstói Anna Kariênina

euuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu hoje

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s