azul pode ser feio?

Uauuuu! Encontro casual entre elevador e a porta do prédio, entre a poeira (da obra), e o azul do dia: humor encasmurrado, feito cascão! Esta analogia eu fiz, cruel! Vida nos grilhões, arregaçada. Mulher encapsulada, arrogância sem voz… Não posso deixar sem registrar. Morar em condomínios tem espantos azulejadas, o jardim precisa de gramado e sorrisos. Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2019 – Torres

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s