Recado velho

Estamos tão completamente, absolutamente, velhos que imagino poder beber uma taça de chá, ou café  contigo sem que isso constranja ou aborreça tua jovem esposa (ou mulher, ou companheira), ou não? É a segunda vez que eu, formalmente, por escrito, te convido. Um dia chegaste a aceitar, agora lembro, mas sem tempo, hora ou lugar.

De certo já bebemos o chá e eu esqueci. Desculpa. Danada velhice que me aterroriza! A tua juventude segue… Elizabeth M.B. Mattos – setembro de 2019 – Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s