Nossa Senhora Aparecida

Neste dia de Nossa Senhora Aparecida minha mãe morreu, o pai perto do Natal. Num verão de tanto calor! Tia Joana no hospital, sadia, ia apenas fazer exames.  Eles se foram nesta ordem, seguindo ao chamado. Viveram na mesma casa – rua Vitor Hugo, 229. Agregadora / generosa / amiga, minha mãe. Seguraram sua mão estendida os irmãos de criação Júlio, Clóvis e Telmo. Comprou a casa de Guaíba, onde moravam. As histórias se perdem, e a memória vai picotando no tempo. Somos a próxima geração nesta roda. A cada dia uma vibração extraordinária, porque sendo verão, o corpo aquece. Beth Mattos – outubro de 2019

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s