digo amor digo tempo digo saudade e abandono, e choro e aquieto, nem penso, fica lágrima com lágrima

Diz pra mim.

por Deivid Lima Pereira

Diz pra mim
Que não é verdade
A atrocidade
Que lá fora está

Fácil é apagar
O giz no quadro negro
Abre a janela
Deixa o ar entrar

Faça melhor do que eu já fiz
Faça melhor sem se exibir

O mundo dá voltas
Destino agridoce
Letras sem inspirações
Apenas estrofes tolas

Já a perdi por várias vezes
Em minha mente confesso
Que já não sei quem tu és
Na vaga percepção eu a abandono.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s