ventania

Almoço festivo, bonito, com fotos e presentes. Peixe delicioso, camarões e alegria. Dormi uma sesta preguiçosa. Ao acordar resolvi lavar os copos e arrumar o armário. Ordenar e limpar num ímpeto de energia acumulada. Como disse a Luiza, num sorriso, inventas logo meia dúzia de coisas para fazer. Selecionei quatro taças de cristal Saint Louis para vinho do Porto, e coloquei numa bandeja junto com a garrafa, na ponta da mesa. Bonito como nas revistas. E resolvi fazer ambrosia de muitos ovos, um luxo de doçura. Abro a janela para respirar o mar.

O vento levantou as cortinas, as cortinas derrubaram os copos, não ficou nenhum: os cacos viraram pó, os quatro copos quebraram. Susto no olhar estarrecido… A lembrança se espatifa, pelo vento, no susto. Voltei pra o doce. Beth Mattos – junho de 2020 – Torres e suas ventanias.

Um comentário sobre “ventania

  1. Ora, Betty, faz de conta que era uma festa grega… Não sei se é possível conseguir estes cristais San Louis, também me falta um que eu mesmo quebrei. Beijos, Nilton

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s