movimento abrupto / lições de silêncio/ adaptar ao vento, às cores e aos odores

Num choramingo, eu me adapto. Recolho as sobras de arroz, coloco dois ovos, queijo ralado, siri refogado, farinha e faço bolinhos, acerto uma caipira com dois limões, bastante gelo e ouço música: suave tarde. Ouço música. Quietude necessária, imobilidade: necessidade premente/necessária. Observar mais do que ser…e sendo, se deixar calar, sem paixão, paciente. Beth Mattos – janeiro de 2021 – ainda Torres

No meio do mato aprendi a evitar os movimentos abruptos. As criaturas que encontramos ali são ariscas e atentas, elas têm um talento para se esquivar quando menos esperamos. Nenhum animal doméstico consegue permanecer imóvel como uma selvagem. As pessoas civilizadas perderam a capacidade de ficar imóveis, e precisam tomar lições de silêncio com o mato antes de serem aceitas ali. A arte de se mover suavemente, sem nenhum gesto abrupto, é a primeira a ser aperfeiçoada pelo caçador, e ainda mais pelo caçador com uma câmara. O caçador não pode impor sua vontade, ele tem de se adaptar ao vento, às cores e odores da paisagem, incorporando em si o ritmo do ambiente. Por vezes, este repete sem cessar um movimento, e é preciso segui – lo fielmente” (p.29) Karen Blixen (Isak Dinesen) A fazenda Africana Ed. são Paulo Sesi, 2018 – Cosacnaify

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s