por quê?

Eu me apaixonei por ti por tantos motivos, e nenhum, e alguns, eu vou te dizer… Eu me apaixonei e te amei porque… Dizem que a paixão, o desejo está a se inquietar dentro da pessoa, quer saltar, escapar (porque enjaulado) e então, num descuido! Salta para fora. E outro está ali distraído, ou a esperar, ou desavisado como tu, (estou pensando como poderia ser) ou… Agora, me ocorre: sendo atrapalhada!, não explico. A liberdade me confunde. Não conto para ninguém que existes, não digo teu nome, fica tudo assim inventado, mas estou a te esperar. Sabes o que descubro a cada conversa que temos? Tu me descreves o mundo, tu me acordas. Tu estás onde eu gostaria de estar, e tu me contas o que está acontecendo do outro lado… E dizes a verdade. Cada vez que leio uma carta fico a reler a reler a reler sem poder responder. Um beijo. Eu me explico do jeito que sei. Um outro beijo. E me preocupo por não ser o que era, mas tu já sabes como sou. Beth Mattos – março de 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s