anotações e rabiscos

A cerca / o muro, o impossível. Um desafio de ir , de sair e de voltar. A busca de / com perspectiva… Desafiar o impossível pode ser o bom motor, o necessário para o tal desafio desafiador: trocar a mesa, arrastar as cadeiras, alterar a ordem dos objetos, fazer uma horta, desafiar o céu. Arrastar fantasmas com doçura.

Há qualquer coisa de instantâneo na limpeza: o movimento como onda, um furacão ou o mágico que me arrasta… Ultrapassar obstáculos.

Sinto um certo e insistente aperto: sufoco no cinzento e silencioso. Outra vez arrumar… Pensar / recomeçar ou dizer sem me interromper…Usufruir do tal fluxo natural deste aventuroso encontro. Ah! Este tedio desorganizado! Beth Mattos

Foto: Tina Zappoli

Don Juan de Molière : orgulho e audácia – perturbador, malappris… Bernard Shaw il fallait ne pas les aimer et les fuir / Mozart Don Juan – não muito diferente do personagem de Molière, mas a música invoca traz/ faz ver / pensar / sentir um homem grandioso. São tantos! Eu me confundo…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s