gaal

coisas de amar / se apaixonar, ser inteira, amar outra vez, esquecer, guardar, descrever. Ser metade, ciumenta. Amados amores voltam, não maiores, nem menores, mas amor, coisa doce de prazer. E aqueles intensos nunca mencionados, escondidos. Porquê o não feito, nem acontecido, presumido também arde. Tenho a sensação que nunca apreendemos o suficiente, não tem lição tem sentir, então o olhar carregado de desejo ou de pejo (para rimar), amor amando andando, espicaçando…, revirando. E volta tudo…, liquidifica. E agora tem mais, tanto mais que o tempo voa, ou se aquieta…Há de voltar o passado embaralhado e há de ser hoje e agora diferente, outro…Elizabeth M.B. Mattos – junho de 2021 – ainda Torres

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s