sem medida

Não esqueço: penso todos os dias. Não esqueço nada. Estás comigo entre perfumes de carnes assadas, legumes temperados, os pêssegos! Fico a te pensar. Bebo um copo de vinho, ou de cerveja! Ou aquele suco! Eu me divirto com cores, com pratos, com ideias picantes! Sinto o excesso de pimenta! Ah! Arde o corpo. Meu lado tímido, depois, (como me ensinaste a subir os degraus) concordo com tudo. E a liberdade de ser eu, eu, exatamente, assim solta, dou risadas…

Escrevo menos porque, porque, preciso te explicar? Não preciso. Tu sabes. Elizabeth M.B. Mattos – dezembro de 2021 – Torres – venta, venta, venta! Um céu de cinzentos no meio da manhã, no começo da tarde, rasgos brancos, vento, vento, e vento e uma claridade do dia , mas eu penso noite. Luzes apagadas, letras entrelaçadas, criativas, apertadas: não importa a idade. Nunca fará diferença. Eu te vejo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s