sem sossego

HERMAN HESSE LIVROS HESSE E POEMA

… de toda conversa sem voz …  Eu me espanto ao amanhecer, no entardecer … Se fecho os olhos, eu me espanto.  Por te querer querido eu me espanto … sem dizer eu te digo. Tardio amado esquivo desejo …  que sendo largo é estreito … eu te aperto no abraço.  … Memória sem lembrança, eu me acordo e me espanto.  …  O que eu faço … O que queres sem querer…  Ausência. Silêncio sem cheiro …  Tem um nada tão nada … E sendo …  Eu me assombro eu te quero  … querido. Elizabeth M.B. Mattos – setembro de 2017

HERMAN HESSE pouco nítico

2 comentários sobre “sem sossego

  1. Eu sou escafandristada madrugada. Tu es escafandrista da Lagoa, cada um na sua, cada um na boa. Eu mergulho na noite e tu na alma humana.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s